Product: Management and Development
https://pmd.igdp.org.br/article/doi/10.4322/pmd.2019.011
Product: Management and Development
Original Article

Development of products aimed for the tactile perception of children with visual disabilities

Roberta Kelly Cardoso Fernandes, Nataly Araújo Pinheiro, Livia Juliana Souza Solino

Downloads: 2
Views: 67

Abstract

Fashion is not just about visual appeal, it can provide sensory experiences that help to stimulate other senses such as tactile, acquired through the touch of fabrics, olfactory essences applied to products, and auditory, employing sound devices on objects, toys, clothing and accessories. This article seeks to discuss the implementation of the Feelipa Color Code color system in children’s changing room, contributing to the stimulation and tactile perception of children with visual impairments through the development of t-shirt prototypes. The dimension that the fashion products market presents in Brazil is high, but the number of garments with inclusive aspects available is still not satisfactory, especially when it comes to visually impaired children. For such questions, an applied, qualitative and exploratory research was developed, where the technical procedures used are bibliographic and action research, since there was interaction with users of the piece. Thus, it is proposed, in a logical and strategic way, the planning and elaboration of a tool that actually includes and facilitates the lives of children with visual impairments, offering information and elements that will help in their independence and daily life.

Keywords

inclusive fashion, visual impairment, color system.

References

ANCZUROWSKI, E. (Inventor). Representation of color for blind persons. US patente US 4650421. 1987 May 17. Available from: <https://patentimages.storage.googleapis.com/pdfs/e87b466cb039c01cb7e7/US4650421.pdf>. Access in: 5 May 2019.

AULER, D. Moda inclusiva: perguntas e respostas para entender o tema. São Paulo: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2012. Available from: <http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/usr/share/documents/MODA_INCLUSIVA_DIGITAL_CARTILHA_ FINAL.pdf>. Access in: 12 May 2019.

BARBOSA, M. B.; ALBUQUERQUE, R. M. A. Comunicação, sinalização e acessibilidade. In: PRADO, A. R. A.; LOPES, M. E.; ORNSTEIN, S. W. (Org.). Desenho universal: caminhos da acessibilidade no Brasil. São Paulo: Annablume, 2010.

BARROS, A. J. S.; LEHFELD, N. A. S. Fundamentos de metodologia: um guia para a iniciação científica. 2. ed. São Paulo: Makron Books, 2000.

BAXTER, M. Projeto de produto. São Paulo: Blucher, 2011.

BONONI, J. Design do vestuário infantil: as texturas como experiência tátil para crianças deficientes visuais. 2016. 150 f. Dissertação (Mestrado em Design)-Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Bauru, 2016. Available from: <https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/138569/bono-ni_j_me_bauru.pdf;jsessionid=BF3703EEC0846C476D5D59EA9EFAD91A?sequen ce=3>. Access in: 5 May 2019.

CANEJO, E. Apostila introdução ao sistema Braille. Rio de Janeiro: Fundação de Apoio à Escola Técnica – FAETEC, 2005.

FARINA, M. Psicodinâmica das cores em comunicação. 5. ed. São Paulo: Edgard Blücher, 2006.

FEELIPA – COLOR CODE. Available from: <http://www.feelipa.com/pt/para-deficientes-visuais/>. Access in: 12 May 2019

FERREIRA, L. M. R. Análise do processamento de sinal visual através de eletroencefalograma em indivíduos daltónicos comparativamente com indivíduos normais. 2012. 93 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores Ramo Sistemas Biónicos)- Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis, Universidade da Beira Interior, Covilhã, 2012. GIL, A. C. Estudo de caso. Ribeirão Preto: Atlas, 2009.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Censo Demográfico 2010: características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. São Paulo: IBGE, 2010. 215 p.

JONES, S. J. Fashion design: o manual do estilista. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2005.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Atlas, 2010.

LIMA, A. C. E.; FERREIRA, J. C.; SILVA, R. G. Deficiência visual: vida independente e inclusão. 2013. Available from: <http://www.faeterj-caxias.net/revista/index.php/edutec/article/view/42>. Access in: 20 May 2019.

LÖBACH, B. Design industrial: bases para a configuração dos produtos industriais. São Paulo: Editora Edgard Blücher, 2001.

MINAYO, M. C. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Editora Vozes, 2011.

NEIVA, M. Sistema de identificação da cor para daltônicos: código monocromático. 2008. 122 f. Dissertação (Mestrado em Design e Marketing). Universidade do Minho, Portugal, 2008.

OLIVEIRA, T. A. B.; NICKEL, E. M.; CINELLI, M. J. Sistemas de cores táteis: estudo comparativo de suas vantagens e limitações para pessoas com deficiência. In: Ergodesign – CONGRESSO INTERNACIONAL DE ERGONOMIA E USABILIDADE DE INTERFACES HUMANO TECNOLÓGICA: PRODUTO, INFORMAÇÕES AMBIENTES CONSTRUÍDOS E TRANSPORTE, 16., USIHC – CONGRESSO INTERNACIONAL DE ERGONOMIA E USABILIDADE DE INTERFACES HUMANO COMPUTADOR, 16., CINAHPA – CONGRESSO INTERNACIONAL DE AMBIENTES HIPERMÍDIA PARA APRENDIZAGEM, 2017, Florianópolis, Anais... Florianópolis: UFSC. Available from: <https://www.researchgate.net/publication/319364796_SISTEMAS_DE_CORES_TATEIS_estudo_comparativo_de_suas_vantagens_e_limitacoes_para_pessoas_com_deficiencia>. Access in: 6 Apr 2018.

PEREIRA, L. M.; ANDRADE, R. R. Vestuário infantil com conceitos de aprendizagem. 2013. Available from: www.uel.br/revistas/uel/index.php/projetica/article/viewFile/>. Access in: 2 Oct 2018.

QUADROS, R. C.; SCOPEL, C.; VIEIRA, F. D. Daltovest aplicado para moda inclusiva: a percepção de pessoas daltônicas em relação aos produtos de vestuário. 2017. 97 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Design de Moda)-Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Chapecó, 2017. Available from: <https://modainclusiva.sedpcd.sp.gov.br/wpcontent/uploads/2018/12/ModaInclusiva2018_miolo.pdf>. Access in: 12 May 2019.

SCHNEIDER, J. et al. Etiquetas têxteis em braille: uma tecnologia assistiva a serviço da interação dos deficientes visuais com a moda e o vestuário. Estudos em Design, v. 1, p. 65-85, 2017.

SENA, M. D. C. Etiqueta têxtil como contributo para a interpretação da cor pelos deficientes visuais. 2009. 122 f. Dissertação (Mestrado em Design de Moda/Vestuário)- Universidade da Beira Interior, Covilhã, 2009. Available from: <https://ubibliorum.ubi.pt/bitstream/10400.6/1259/1/DISSERTACAO_final2.pdf>. Access in: 2 May 2019.

THIOLLENT, M. Pesquisa-ação nas organizações. São Paulo: Atlas, 2009.

TURATTI, J. B. Cor e comunicação: o preto e o branco na moda. In: COLÓQUIO DE MODA, 7., 2011, Maringá. Anais... Fortaleza: UNIFOR, 2011. p. 1-9. Available from: <https://docplayer.com.br/7404804-Cor-e-comunicacao-opreto-e-branco-na-moda.html>. Access in: 12 May 2019.

ULBRICHT, V. R. et al. Os deficientes visuais e a aprendizagem da representação espacial. Rio de Janeiro: Gráfica 2011.

5e8f263c0e8825577f6e28b9 pmd Articles
Links & Downloads

Product

Share this page
Page Sections